Conheça as diferenças entre o monitor 144hz e o monitor 240hz

diferenças entre o monitor 144hz e o monitor 240hz

Os monitores de computador são dispositivos periféricos de saída essenciais. Esses elementos complementam o computador ao permitir que visualizemos tudo o que está sendo executado nele, como programas, imagens, textos e vídeos.

Nos últimos anos, até mesmo as videochamadas se tornaram possíveis, permitindo ver os rostos de outras pessoas em diversas plataformas criadas para esse propósito.

Sem o monitor, o computador seria praticamente inútil, pois ele é tão vital quanto o mouse ou o teclado. É responsável por traduzir as informações processadas pela CPU em algo visualmente perceptível e manipulável. Com o avanço da era digital, os monitores também passaram por incríveis transformações.

Breve evolução dos monitores

O avanço da era digital trouxe consigo a evolução e modernização de sistemas, softwares e equipamentos tecnológicos, bem como um uso mais amplo e diversificado dos computadores. Antes, esse elementos eram vistos principalmente em escritórios e espaços de trabalho para fins profissionais, mas hoje em dia são comuns nas casas, não apenas para trabalhoremoto, mas também para atividades de entretenimento, como assistir a vídeos e jogar videogames.

Essa revolução digital impactou diretamente os computadores, tanto em termos de software quanto de hardware, e os monitores não ficaram de fora. Lembramos bem dos antigos monitores de mesa volumosos e pesados, que ocupavam toda a escrivaninha e exigiam espaço extra para a enorme CPU.

Breve evolução dos monitores

Na atualidade, os monitores são finos, leves e utilizam tecnologias completamente diferentes. Eles proporcionam uma experiência de visualização muito melhor e mais satisfatória para o usuário. Inicialmente, tínhamos os monitores de tubo de raios catódicos (CRT), seguidos pelas telas de cristal líquido (LCD). Posteriormente, surgiram os painéis de tela de plasma (PDP) e os diodos emissores de luz (LED).

Quais os diferentes tipos de monitores?

·         Tubo de raios catódicos (CRT)

Os monitores com tecnologia CRT, hoje em desuso, eram compostos por um tubo de vácuo na parte traseira. Nele, existia um cátodo e um filamento frontal que, quando aquecido, se transformava em um canhão de elétrons. Esse canhão refletia o sinal recebido pelo computador graças à ativação de um conjunto de eletroímãs.

Na frente dessa estrutura, havia uma placa de vidro coberta por milhões de pequenos pontos agrupados por cores: vermelho, azul e verde. Quando esses pontos recebiam a corrente de elétrons, geravam as diferentes intensidades e variações de cor e brilho que víamos na tela, formando as imagens.

·         Tela de cristal líquido (LCD)

Os monitores com essa tecnologia surgiram por volta de 1990, proporcionando uma imagem mais nítida. Eles consistem em duas placas de vidro polarizado que envolvem um cristal líquido. Esse líquido, em resposta à corrente elétrica que recebe, permite a passagem de diferentes comprimentos de onda de luz. No entanto, somente as cores visíveis ao olho humano chegam à parte frontal do monitor.

Um controlador embutido na tela recebe os sinais enviados e os transforma em sinais elétricos. Todo esse processo, associado aos transmissores conectados aos pixels, faz com que o cristal líquido crie as formas, cores e brilho da imagem originada no computador.

·         Painel de tela de plasma (PDP) e diodo emissor de luz (LED).

Esses monitores podem ser considerados uma evolução dos LCDs. Eles também funcionam com cristal líquido, mas, em vez de filtros polarizadores, possuem vários dispositivos de LED minúsculos responsáveis por otimizar o brilho e a resolução da imagem na tela.

Os PDPs também são compostos por dois vidros, mas, em vez de cristal líquido, contêm plasma, uma combinação de xenônio e neônio. Quando esse plasma recebe corrente elétrica, as partículas se movem, gerando colisões de átomos de gás que liberam energia, formam fótons de luz e geram uma imagem muito brilhante e nítida.

O que é a taxa de atualização e como influencia a imagem do monitor?

A importância da taxa de atualização e seu impacto na qualidade da imagem do monitor A taxa de atualização, medida em Hertz (Hz), representa a frequência com que o monitor atualiza as imagens que exibe por segundo. Por exemplo, um monitor de 60 Hz atualiza as imagens 60 vezes por segundo.

Quanto maior for essa taxa, mais suave e nítida será a imagem que o monitor oferece, resultando em uma melhor qualidade visual. Nos monitores mais antigos, a taxa de atualização costumava ser baixa, o que podia resultar em cintilação nas imagens exibidas.

No entanto, com os avanços tecnológicos, essa cintilação foi eliminada. Independentemente da tecnologia do monitor, como LED, ainda é possível notar alguma cintilação, mas a nitidez da imagem varia conforme a frequência ou o número de Hz utilizados. Quanto maior a taxa de atualização, maior a nitidez e a qualidade da imagem percebida pelo usuário.

Principio del formulario

Qual a quantidade de Hz ideal para uma boa qualidade de imagem?

Para garantir uma boa qualidade de imagem, o ideal é ter uma taxa de atualização de pelo menos 60 Hz em um monitor de computador. No entanto, a tecnologia atual oferece monitores com taxas de atualização de até 240 Hz, sendo esta última bastante procurada por entusiastas e jogadores de videogame.

A vantagem de ter uma taxa de Hz maior está relacionada à qualidade das imagens durante o jogo. Com mais Hz, as imagens se tornam mais fluidas e dinâmicas, proporcionando uma experiência de jogo mais imersiva. O jogador consegue perceber com mais clareza cada reflexo e reação na tela, o que melhora significativamente a experiência de jogo.

monitor de 144 Hz

É importante mencionar que, com uma taxa de Hz mais elevada, pode haver uma redução na resolução da tela do monitor. Por exemplo, a maioria das TVs ou monitores de PC com resolução 4K possui uma taxa de atualização de 60 Hz. Portanto, jogadores profissionais de PC geralmente preferem monitores com taxas entre 144 Hz e 240 Hz para uma experiência de jogo mais fluida e responsiva.

No entanto, para jogadores iniciantes que jogam ocasionalmente e preferem jogos simples ou de console, um monitor de 4K e 60 Hz pode ser suficiente.

Qual as principais diferenças entre um monitor de 144 Hz e um de 240 Hz?

Você pode perceber a diferença entre monitores de 60 Hz, 144 Hz e 240 Hz. Ao subir de 60 Hz para 144 Hz, a melhoria na imagem é notável. No entanto, ao passar de 144 Hz para 240 Hz, a diferença não é tão evidente e o custo é mais alto.

Para gamers profissionais ou entusiastas dedicados, um monitor de 240 Hz pode ser a escolha ideal para aproveitar ao máximo as imagens e aprimorar o desempenho nos jogos. No entanto, é fundamental garantir que o computador suporte jogos a essa taxa de atualização. Caso contrário, o monitor não será capaz de mostrar seu potencial total, e a experiência visual não será tão diferente de um monitor de 144 Hz.

Portanto, é importante considerar a atualização dos componentes do computador para garantir um desempenho compatível com um monitor de 240 Hz. No entanto, para a maioria dos usuários, inclusive muitos gamers, um monitor de 144 Hz já oferece uma excelente experiência e é mais do que suficiente.

Pode lhe interessar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *